Política Nacional

Eleições 2012, Kassab vs PSDB vs PT

Está sacramentado, o Prefeito de SP, Gilberto Kassab está fora do DEM e consigo levará o vice-governador de SP, Afif Domingos, ao partido que fundará em breve (PSD), essa nova configuração promete abalar a polarização PT vs PSDB na cidade e no Estado de SP, seu resultado final é imprevisível, e não se pode afirmar quais dos atuais polos dominantes da politica estadual será mais prejudicado.

Penso que um quadro bem provável para 2012, seria uma candidatura Afif, apoiada pelo atual prefeito, que contaria com um amplo arco de alianças, formado pelo PSD, PMDB, PR, PV, PP, PPS e os neokassabistas, PSB, PCdoB e PDT e outros partidos menos cotados.

Já na seara tucana e petista, há mais incertezas do que convicções: No PSDB, há quem diga que José Serra disputará novamente a prefeitura de SP, particularmente tenho minhas dúvidas, não há nenhum sinal de rompimento entre Serra e Kassab, os dois fazem parte do mesmo projeto e não se enfrentariam de forma alguma, alias não me surpreenderia se Serra desembarcasse no partido de Kassab para poder viabilizar sua terceira candidatura à Presidência da Republica, já que seu inimigo Aécio Neves parecer ser a bola da vez entre demotucanos. Nesse cenário e com a debilidade de quadros do PSDB no município de São Paulo, o governador Alckmin, bancaria a candidatura do deputado federal Gabriel Chalita (PSB) que migraria para o PTB, partido que historicamente orbita em torno do PSDB, o que restar do DEM-SP provavelmente embarcaria na candidatura bancada pelo governador do Estado.

No PT o quadro ainda é mais incerto, fadado ao isolamento político na eleição paulistana, já que os antigos aliados do PCdoB, PSB e PDT se bandearam para nau kassabista, é provável que um dos ministros de Dilma com domicilio eleitoral na cidade de São Paulo, seja o candidato do PT, nesse cenário o nome de Aloizio Mercadante é o mais forte, embora não se possa descartar os nomes de José Eduardo Cardozo e Fernando Haddad, que seriam novidades numa eleição que já se anuncia com muitas dificuldades para o petismo, o problema é que nenhum desses nomes são prestigiados pelas correntes Novos Rumos e PT de Lutas e Massas, que são dominantes no Diretório Municipal do PT, as conversas de bastidores dão conta que o ex-Presidente Lula foi acionado para entrar nas articulações que envolverão a escolha do nome petista. Também não se pode descartar a candidatura da senadora Marta Suplicy, pois tem o apoio das correntes majoritárias do PT paulistano. Acharia interessante uma chapa das ex-prefeitas (Erundina, provavelmente, sairá do PSB, voltando pro PT ou fundando um partido com descontentes do PSB, PDT, PCdoB, PSOL e PT), uma forma de travar um debate que resgaste as duas gestões vitoriosas do PT na cidade, deixando claro as diferenças entre um projeto democrático-popular e o tucano-kassabismo-malufismo.

Bem, isso são apenas conjecturas, o certo é que será uma eleição imprevisível e que resgatará o período em que São Paulo tinha uma tripolarização (quando Maluf tinha força eleitoral em eleições majoritárias), outro ponto certo é que terá implicações nas eleições para governador de São Paulo em 2014, e até mesmo na de Presidente, dependendo do comportamento de José Serra. Como diz o famoso adágio popular:”Quem viver, verá”

Marcio Moraes do Nascimento
Licença Creative Commons
Esta obra de NASCIMENTO, M. M., foi licenciada com uma Licença Creative Commons – Atribuição – Uso Não-Comercial – Partilha nos Mesmos Termos 3.0 Não Adaptada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s